Florence Solidário: campanha estimula a doação de sangue

Florence Solidário: campanha estimula a doação de sangue

A iniciativa teve o objetivo de abastecer o estoque de bolsas de sangue do Hemomar
Biomedicina | 07/10/2020
Compartilhe :

A Faculdade Florence, em parceria com o Centro de Hematologia e Hemoterapia do Maranhão (Hemomar) promoveu, no último dia 30 de setembro, a campanha “Florence Solidário”. A iniciativa teve o objetivo de abastecer o estoque de bolsas de sangue do Hemomar, que, devido à pandemia da Covid-19, reduziu drasticamente. Alunos, professores, colaboradores e o público externo se uniram à causa e participaram da atividade.

De acordo com professor Stanley Galvão, coordenador do curso de Biomedicina da Florence e idealizador do “Florence Solidário”, uma bolsa de sangue pode salvar até quatro vidas.

“Devido ao momento de pandemia que nós passamos, estamos com o estoque baixo de bolsas de sangue disponíveis. Toda a saúde pública do Maranhão está precisando de bolsas e uma atitude de solidariedade pode salvar até quatro vidas. A Florence, como sempre, está à frente de tudo que é relacionado à saúde e, por isso, resolveu fazer essa parceria com a Hemomar para salvar vidas no Maranhão”, disse.

A coordenadora da coleta externa da Hemomar, Valma Costa, idealiza a promoção de mais ações de coleta de sangue em parceria com a Faculdade Florence.

“O Hemomar agradece a Faculdade Florence por estarmos fazendo essa coleta de sangue. Nós agradecemos a todos os doadores que participaram e queremos firmar essa parceria para que a gente venha pelo menos uma vez por ano aqui, pois essas doações irão ajudar a aumentar o estoque do Hemomar. Nós atendemos muitos hospitais, tanto da capital quanto dos municípios, e nós temos que ter um estoque suficiente, principalmente para o Aldenora Belo, que são pacientes que têm problemas de oncologia, e para o Hospital Geral”, destacou.

Atitudes solidárias

Pedro Lucas da Silva Oliveira fez sua primeira doaçãoPedro Lucas da Silva Oliveira, estudante do 4º período de Biomedicina da Florence, participou do “Florence Solidário” como voluntário e afirma ser grato pela oportunidade de ajudar na ação.

“Para mim é muito gratificante, porque eu sou um aluno que sempre gostei de participar de ações sociais, principalmente quando se trata do meu curso, porque doação de sangue é também uma área na qual o biomédico se especializa, em Hematologia, para trabalhar nos bancos de sangue. Eu venho com toda alegria e entusiasmo, cheguei cedo para poder ajudar da melhor forma possível os colaboradores”, comentou.

Doando pela primeira vez, Antonio Vieira Nunes, estudante do 3º período de Fisioterapia de outra instituição, ficou sabendo da campanha através de dois amigos que estudam na Florence.

“Eles perguntaram se eu tinha interesse em doar sangue. Eu falei que sim, mas que tinha um pouco de medo. Há tempos eu tenho vontade de doar sangue, mas não tinha coragem, eu pensava que doía e que demorava muito, mas não demora e nem dói. Pretendo fazer outras vezes”, afirmou.

Felipe Sousa, estudante do 6º período de Matemática, é doador e participou da campanha da Florence para incentivar a namorada a também doar.

“Eu soube da campanha através da minha namorada, Bruna Carolina, do 4º período de Biomedicina, que me convidou para vir doar na instituição. Já doei várias outras vezes, sou doador desde 2017, e eu quis vir para incentivar ela a entrar nesse ramo de doação”, disse.

Saiba mais

Aqueles que quiserem se juntar à causa e colaborar com a doação de sangue podem se dirigir ao Centro de Hematologia e Hemoterapia do Maranhão, localizado no bairro Jordoa. Os atendimentos são realizados de segunda a sexta, das 8h às18h, e aos sábados, das 8h às 12h.

Podem doar pessoas entre 16 e 69 anos, que pesem mais de 50kg e estejam em bom estado geral de saúde. Para a doação, é preciso apresentar documento de identidade com foto. Pessoas que apresentem febre, gripe ou resfriado, diarreia recente ou outras condições momentâneas não poderão doar. É preciso também que o indivíduo esteja bem alimentado, tendo evitado o consumo de alimentos gordurosos antes da doação, e tenha dormido pelo menos 6 horas nas últimas 24 horas.

Notícias Relacionadas

SIGA A FLORENCE NO INSTAGRAM